Entrevista com Carlos Villagrán (Kiko)

 

Carlos Villagrán reconhece ser admirador de Roberto Gómez Bolaños

SANTIAGO, 23 de Setembro.- O comediante mexicano Carlos Villagrán, conhecido pelo seu personagem "Quico", reconheceu ser um admirador de Roberto Gómez Bolaños, criador da série "Chaves", mas admitiu que que não se vêem há 19 anos.

"Admiro muito o Roberto, mas não o vejo há quase duas décadas, quando terminamos de fazer "a vila", Villagrán diz que está no Chile para realizar uma excursão e apresentar seu espetáculo e estar quarta no programade televisão "Sal y pimienta".

O artista, de grande popularidade no Chile, igual de todos os personagens da série mexicana "Chaves", confessou que existe muito pouca relacão entre os atores da série, "só nos coincidimos em alguns lugares, mas nada mais".

Neste momento, estão no Chile o circo de Edgar Vivar, conhecido como "Nhonho" e o "Senhor Barriga", e de María Antonieta de Las Nieves, "A Chiquinha", e o espetáculo de Villagrán, "em que Quico dança, canta e conta histórias."

"A verdade é que que não há amizade muito longa entre nós. Não somos amigos", diz e descartou ter algum problema de tipo pessoal com algum de seus ex-companheiros, "até mesmo, como disse, admiro muito o Roberto (Gómez Bolaños)".

Sobre como "Quico" nasceu, reconheceu que: "Eu propus um menino de bochechas inchadas e terno de marinheiro para Enrique Segoviano (diretor) e a Roberto, e eles acharam bom "é claro que depois cada um acrescentou coisase enriqueceu o personagem.

"Depois "Quico" e os outros ficaram populares, como cada ator que os interpretavam. O mesmo aconteceu com a "Chiquinha", a "Nhonho" e ao "Professor Girafales", comentou Villagrán, em declarações à imprensa local.