A VENDA DA VILA PARTE 2
RESUMO DE EPISÓDIO INÉDITO


Feito por Mestre Maciel, do site TURMA CH.

PRIMEIRO BLOCO - O episódio começa com as crianças chorando no pátio. Professor Girafales chega e pergunta o que houve. Chiquinha diz que Seu Barriga irá vender a vila. O Professor explica que o dono da vila tem de ir morar em Acapulco por precaução médica já que será melhor para ele viver a nível do mar já que tem um problema no coração. Girafales diz que a altura aonde se situa Acapulco é baixa. Chaves diz que vive numa planta baixa, se referindo ao barril. Girafales pergunta se Chaves mora no barril e segue todo aquele papo misterioso. Chaves diz que mora no apartamento oito e diz, em espanhol bem claro: "Por eso me llamam el Chavo del Ocho"; Quem sabe por causa dessa parte que o SBT não comprou este episódio, já que a dublagem procurou ocultar ao máximo essa história de Chaves do Oito. Ao terminar a frase, Girafales diz: "É óbvio". Chaves corrige: "Não, é oito". Ocorre um corte no episódio e pula para uma cena onde Girafales continua tentando explicar para as crianças sobre o problema de Seu Barriga. Ele diz que a Cidade do México está situada a mais de dois mil metros a nível do mar e pergunta onde há mais oxigênio. Quico responde "nos hospitais". Quico dá uma série de respostas até encerrar com o espanhol "Me doy", o nosso "Não deu". O Professor continua a explicação ao dizer que tem mais oxigênio no litoral, e conclui que quanto maior a altura, menor a quantidade de oxigênio. Nesse momento, o altão Professor Girafales acende o seu charuto e começa a soltar aquela fumaceira. Chaves concorda plenamente com aquilo que foi dito pelo Professor anteriormente, já que a fumaça do charuto queima bastante oxigênio. Uma bela e cômica comparação feita pelo mestre Chespirito. Quico insinua que, para respirar melhor na alta Cidade do México, pode andar de joelhos. Professor Girafales se irrita e alega que tenta ensinar as crianças, mas acaba por se irritar mais. Lembram-se daquela troca de informações entre Quico e Seu Barriga zangados no episódio do Despejo do Seu Madruga? Ela ocorre com Quico e Professor Girafales. Os dois, berrando e exaltados, fazem este diálogo: "QUICO", "QUE É?", "ESTÁ AÍ SUA MÃE?", "DA PARTE DE QUEM?", "ESTÁ OU NÃO ESTÁ?", "ESTÁ", "OBRIGADO", "DE NADA". O Professor se dirige para a casa de Dona Florinda. FIM DO PRIMEIRO BLOCO

SEGUNDO BLOCO - As crianças tentam pensar em algo que faça com que Seu Barriga desista de vender a vila. Após uma seqüência de "Ahhh" de Chaves e Chiquinha na bucha dizer "Não, isso não", ela tem uma idéia e tenta se lembrar do que o Profesor Girafales dizia sobre a altura de Seu Barriga. Quico ironiza dizendo que de altura ela entende como ninguém. Chiquinha o belisca. Quico revida puxando seu cabelo. Chiquinha volta para a sua casa chorando. Chaves diz que não se bate numa mulher e pede para que Quico bata num homem. O bochechudo dá um soco em Chaves, que tenta revidar de uma maneira estranha. Ao invés do órfão vir com toda aquela fúria e ímpeto para cima do filho de Dona Florinda a fim de lhe dar três potentes socos, Chaves começa inexplicavelmente a pular e a se retorcer ao mesmo tempo como forma de autodefesa. Chaves tenta atingir Quico com um pontapé, erra e cai no chão. Caído, insiste em tentar atingir Quico com pontapés. Quico foge e caçoa de Chaves, que gira seu corpo caído e tenta de todas as formas acertar um pontapé em Quico, que chega a se pendurar no corrimão da escada e no barril não só a fim de evitar de levar as patadas de Chaves como também para aproveitar e zombar mais do menino órfao com sua firula. Chaves se levanta, pega uma vassoura e bate com ela em Quico. Chaves sai correndo atrás de Quico com a vassoura na mão em direção ao segundo pátio. Nesse momento, Seu Barriga chega à vila olhando para os lados temendo encontrar Chaves. O dono da vila, aliviado, diz para Seu Calvillo que estão livres do perigo. O carequinha também cruza a porta da vila e pergunta de qual perigo estão livres. Seu Barriga responde que na vila vive "un Chavo" que sempre lhe dá pancada. Na hora em que Seu Calvillo alega que em nenhum momento esteve a perigo enquanto teve a companhia de Seu Barriga, o gordo leva uma vassourada de Chaves no rosto. Chaves dá como desculpa que Quico havia se agachado no momento em que acertaria o bochechudo com a vassoura. Seu Calvillo se dá conta do perigo que correrá se comprar a vila. Seu Barriga se enerva. Quico então chama Seu Calvillo de Peloncillo e outros nomes. O dono da vila pergunta se Seu Calvillo quer ver os planos de venda. O carequinha concorda. Seu Barriga bate na porta de Seu Madruga e Chiquinha berra "Não tem ninguém". Seu Barriga, sem jeito, sorri amarelo para Calvillo e abre a porta. Chiquinha, na mesa, lê uma revistinha do Chapolin. Ela pergunta se ele não tem vergonha de vender a vila a um senhor careca. O gordo pergunta por Seu Madruga e diz para Chiquinha que não veio com a intenção de cobrar la renta. Seu Barriga quer que Chiquinha lhe empreste a mesa para que mostre uns papéis a Seu Calvillo, que nesse momento entra na casa de Seu Madruga. Chiquinha pergunta se é o carequinha e o gordo concorda, dizendo uma porção de apelidos referentes à careca do futuro comprador da vila, sem perceber que Calvillo está atrás dele. Seu Barriga fica sem jeito quando percebe a sua presença e Chiquinha deixa a sua casa esnobando Calvillo. Enquanto o dono da vila estende os papéis na mesa, Seu Calvillo pede licença e abre a porta. Chaves, Chiquinha e Quico despencam no chão, pois estavam tentando ouvir a conversa com a orelha encostada na porta. Eles tentam continuar espiando, mas Calvillo os expulsa de lá. Enquanto as crianças se dirigem ao outro pátio, Dona Clotilde sai de sua casa cantarolando e bate na porta de Seu Madruga. Quem abre é Seu Calvillo. Dona Clotilde fica sem jeito, pergunta por Seu Madruga e Calvillo, com um olhar de cafajeste, diz que ele não está. O carequinha começa a admirar Dona Clotilde, que pergunta se não é ele quem vai comprar a vila. Ele responde que sim e ela o chama de mequetrefe. Dona Clotilde se retira e volta para sua casa. Seu Calvillo volta encantado e diz para Seu Barriga que aquela senhora é simpática. Ele pergunta quem é ela. Seu Barriga, sentado, responde rindo debochadamente que é a Bruxa do 71. Calvillo estranha e Barriga deixa claro que são as crianças quem a chamam daquela maneira. Então, para a surpresa de todos, Seu Calvillo pergunta se ela é casada ou solteira e diz que Dona Clotilde não é feia. Seu Barriga fica atônito. Enquanto isso, as crianças tentam espiar mais uma vez a conversa e Dona Florinda e Professor Girafales saem da casa 14. Eles perguntam o que as crianças estão fazendo e elas respondem que estão tentando espiar a conversa de Seu Barriga e Seu Calvillo. Dona Florinda pergunta se Seu Madruga não está em sua casa e Chiquinha responde que não, pois ele foi a um lugar (que sinceramente eu não consegui entender, deve ser alguma expressão em espanhol que ela deu para agência de empregos). Professor Girafales diz que não vê problema no fato da vila ter outro dono. Dona Florinda diz que já está acostumada com Seu Barriga, e que o gordo é um bom homem e que está doente. Seu Barriga, da casa de Seu Madruga, ouve a conversa e resolve espiar da janela. Então Chaves começa a falar sem parar que Seu Barriga é gordo, mas é uma boa pessoa. O dono da vila, que escuta tudo da janela, cutuca o menino e Chaves pede "só um momentinho" três vezes. Então Chaves começa a falar da careca do Senhor Cocoliso, não percebendo que este também está ouvindo tudo. E então alega que ele também é tão magro quanto Seu Madruga, que neste momento chega na vila. Chiquinha diz para seu pai que Seu Barriga vai vender a vila. Então, para espanto de todos, o chimpanzé raivoso diz que ele irá comprá-la. Todos ficam estáticos, com cara de que não acreditaram no que ouviram. FIM DO SEGUNDO BLOCO

TERCEIRO BLOCO - Na casa de Seu Madruga, o pai da Chiquinha, junto com Seu Calvillo, Professor Girafales, Dona Florinda e Seu Barriga, faz calculos na mesa enquanto Dona Clotilde, sentada no sofá, faz cara de poucos amigos. Seu Madruga comete seguidos erros de cálculo. Professor Girafales sempre o corrige. Sem ninguém perceber, Seu Calvillo de fininho tenta de aproximar de Dona Clotilde. Todo sorridente, se aproxima aos poucos da velha cheio de amor pra dar. Mas quando ele senta na ponta do sofá, Dona Clotilde se afasta um pouco dele. Ele se aproxima novamente e mais uma vez ela se afasta. E assim vai, sem parar. Enquanto rola essa trama, Professor Girafales conclui os cálculos para Seu Madruga que, todo folgado, diz que irá contratá-lo para secretário. Eis a proposta absurda de Seu Madruga: nos próximos 14 anos, o corpo da tripa escorrida deverá para Seu Barriga exatamente o que vale a vila. E Seu Madruga conclui que, ficando com a vila, pagará o seu valor ao Seu Barriga dentro de 14 anos com o dinheiro dos aluguéis. É óbvio que Seu Barriga não concorda, chama Seu Calvillo que continua flertando Dona Clotilde e o chama para fechar o negócio. Seu Calvillo concorda. Todos imploram que Seu Barriga não venda a vila, mas o gordo permanece irredutível. Seu Madruga clama para que Seu Barriga ainda avalie sua proposta, mas o dono da vila não lhe dá ouvidos, abre a porta para sair e, mais uma vez, Chaves, Chiquinha e Quico, que ouviam a conversa com o ouvido na porta, despencam. Seu Barriga sai da casa de Seu Madruga mais irritado ainda e deixa a vila. Chaves, Chiquinha, Quico, Dona Florinda, Professor Girafales e Seu Madruga, do lado de fora, observam Seu Barriga cruzando a porta da vila. Seu Madruga, em um tom triste, diz "Este é o princípio do fim". De repente, ouve-se um grito da casa. É Dona Clotilde que, encostada na parede, se mostra apavorada, enquanto Seu Calvillo pede silêncio. Seu Madruga pergunta o que houve e a Dona Clotilde se abraça a ele, alegando que o Senhor Cocoliso lhe faltou com respeito. Seu Calvillo diz que a achou "muy guapa" (muito bonita). Seu Madruga o acusa de mentiroso, para a irritação de Dona Clotilde. O pai da Chiquinha expulsa Seu Calvillo de sua casa. Ele, ao sair, sorri para Dona Clotilde, que o esnoba. Calvillo então sai cabisbaixo. Abre a porta e mais uma vez os três bisbilhoteiros caem após tentarem ouvir a conversa do lado de fora. O Senhor Cocoliso acende um cigarro na frente do muro do Quico, de costas para a porta da casa de Seu Madruga. Então Chiquinha combina com Chaves e Quico de infernizar Seu Calvillo, numa tentativa derradeira de impedir que ele compre a vila. Todos concordam, Chaves pega a bola e acerta Seu Calvillo com uma bolada nas costas. Quico pega a bola e, sem querer, acerta o Professor Girafales, após o carequinha se esquivar do golpe. Chaves pega mais uma vez a bola e a chuta em direção a Cocoliso, mas acerta Seu Barriga, que voltara à vila. Chaves diz que iriam fazer de tudo para que o Señor Cocoliso não comprasse a vila, mas Calvillo o interrompe dizendo que será preciso que eles tomem cuidado, porque ele irá derrubar a vila e construir no lugar um edifício de luxo. Então, para o espanto de todos, Seu Barriga diz que não irá mais vender a vila. O gordo alega que só a venderia porque seria obrigado a morar no litoral por recomendação do médico. Seu Calvillo diz que ele deve fazer isso, já que o cardiograma diz perfeitamente que ele tem um sério problema no coração. Mas Seu Barriga diz que o cardiograma era de outro paciente, ou seja, com ele está tudo bem. Chiquinha pergunta a Seu Barriga se eles podem continuar vivendo na vila. O gordo responde afirmativamente. Seu Madruga pergunta: "Sin pagar la renta?" (Sem pagar o aluguel? - o momento mais engraçado do episódio na minha opinião). Seu Barriga responde um "sim" sem querer e todos fazem festa. Seu Barriga não consegue mudar a resposta da última pergunta, pois a comemoração é intensa. Gritos predominam. A vibração pelo alívio prevalece. Seu Madruga e Dona Clotilde. Chaves e Chiquinha. Dona Florinda e Professor Girafales. Todos dançam em pares. O momento cômico fica por conta de Quico, que dança com Seu Barriga, que chega a carregá-lo no colo. Seu Calvillo fica cabisbaixo. Os créditos passam. A paz volta a reinar novamente na vila (pelo menos naquela ocasião). FIM


© 2005 IGO RALPH DA SILVA CASTRO - BRASIL
Chaves, Chapolin e as demais séries são propriedades de Roberto Gómez Bolaños e de Televisa San Angel - MÉXICO
Séries surgidas na década de 1970 no México
EL CHAVO DEL 8 BRASIL - as páginas deste site são propriedades de seu criador

página inicial